Dados pessoais: perguntar não ofende?

Sonia Racy

27 Março 2018 | 00h25

Dois temas, entre muitos, chamaram a atenção do pessoal que analisou conversas registradas com ajuda do Facebook – e que Mark Zuckerberg prometeu deletar.

“Por que capturar conversas do usuário com seu gerente de banco? E por que guardar coisas ditas por um usuário sobre seus ex-amigos”?