Um toque árabe na cultura paulista

Sonia Racy

17 Janeiro 2016 | 01h01

Os Emirados Árabes podem tornar-se, em breve, parceiros da vida cultural do Estado. Para definir o plano, o secretário Marcelo Araújo viaja para lá neste domingo, 17, com oito diretores de museus paulistas. A ideia é criar iniciativas nas áreas de museus, bibliotecas, feiras de livros e festivais.

Convidada pelo consulado dos Emirados em SP, a comitiva do secretário da Cultura  inclui Silvia Antibas (área de Bibliotecas), Renata Motta (Patrimônio  Museológico), Marília Bonas (Museus da Imigração e do Café), Daniela Alfonsi (Museu do Futebol), Tadeu Chiarelli (Pinacoteca), Antonio Sartini (Museu da Língua Portuguesa) e, pelo Ibram, Carlos Roberto Brandão.