Para o homem

Para o homem

Sonia Racy

29 Março 2015 | 01h10

Foto: Iara Morselli/Estadão

“A barbearia é um local onde os homens se encontram, conversam e aprendem a conviver”, explica Guilherme Paulino (à dir. na foto), um dos sócios da Jack the Barber. O nome inspira o objetivo da marca: “resgatar a moda tradicional masculina”, continua o sócio Denis Strum. “Com nove medidas diferentes de cintura e cinco de pernas, o cliente da JtB recebe uma calça na medida certa e usa seu tempo livre para tomar uma cerveja com os amigos, por exemplo”, diverte-se Paulino. “O homem contemporâneo quer otimizar seu tempo e isso está intimamente ligado a comprar um produto que não precise de ajustes e correções.” Expectativa de faturamento em 2015? Cerca de R$ 5 milhões, só via e-commerce. “Para começar, programamos uma coleção inspirada nos clássicos americanos e europeus, que podem ser usadas o ano todo”, avisa Strum.