Oriente Médio

Sonia Racy

19 Março 2015 | 01h01

Ricardo Berkiensztat, da Federação Israelita Paulista, entrou em contato com Eduardo Suplicy, semana passada. Motivo? Ao saber que o secretário visitaria a Faixa de Gaza, em missão, com integrantes de movimentos sindicais e ONGs, sugeriu que fosse também a Sderot, cidade israelense fronteiriça no sul do país.

Oriente 2

Em seu recado, Berkiensztat expressou preocupação com o Hamas e sugeriu: “Uma atitude unilateral só serve para radicalizar um tema que vem ganhando contornos perigosos”.

Suplicy respondeu que ainda necessita de autorização de Haddad para a viagem. E que, nas diversas vezes em que visitou a região, o fez “com o propósito de promover o entendimento”.