Ora, a lei

Sonia Racy

19 Março 2015 | 01h09

Para Eliana Calmon, que denunciou os “bandidos de toga” quando corregedora do CNJ, o pacote anticorrupção anunciado ontem por Dilma“é uma grande enganação”. Por quê? Porque o Brasil “tem uma legislação anticorrupção muito boa”. E o que falta “é sua adequada aplicação”.

Ora, a lei 2

Na terça, em evento em SP, a ministra – que foi candidata do PSB ao Senado pela Bahia – já havia criticado “a visão simplista de juízes” que dão uma liminar “sem pensar nas consequências do seu ato e, aí, arrebentam uma empresa”.