Oposição entra na Justiça contra acordo da Petrobrás nos EUA

Sonia Racy

07 Fevereiro 2018 | 14h53

Lindbergh Farias e Paulo Pimenta, do PT, Vanessa Grazziotin (PC do B), João Capiberibe (PSB) e Roberto Requião (MDB) estão entrando na Justiça Federal do DF, na tarde desta quarta-feira (7), contra o acordo proposto pela Petrobrás em janeiro para encerrar a ação coletiva movida por investidores dos EUA.

O acordo, segundo eles, contraria a lei brasileira que rege as sociedades anônimas e só deveria ser fechado na eventualidade da petroleira perder ação na Justiça dos EUA.

Também vão apontar que o valor acertado, de US$ 2,95 bilhões – um dos dez maiores já fechados pela Justiça americana em ações desse tipo – é 6,5 vezes maior que tudo o que a Petrobrás recuperou com a Lava Jato.

Lindbergh e outros parlamentares já tinham tentado, no mês passado, conseguir que o TCU suspendesse o acordo, mas sem sucesso.


Leia mais notas na coluna:

Fux tem alternativa ao voto impresso na manga

‘Levanto as bandeiras que trazem amor’, diz Pabllo Vittar