Nota só

Sonia Racy

19 Outubro 2016 | 00h20

Ana Estela Hadad chamou atenção na semana passada, durante a 5ª Cumbre Mundial de Líderes realizada em Bogotá, na Colômbia –, da qual participaram mais de 300 prefeitos de todos os continentes.

A ainda primeira-dama paulistana insistiu, em todas as rodas e painéis de discussões do evento, na explicação de que o Brasil sofreu um golpe de Estado. Enfatizando que o governo Michel Temer é ilegal é não tem apoio da população.