No mesmo barco

Sonia Racy

14 Março 2015 | 01h04

A SB não paga os estaleiros desde novembro do ano passado, por não ter recebido o que lhe é devido também por contrato: os financiamentos do BNDES, do Fundo da Marinha Mercante e da CEF.

Com a delação premiada de Pedro Barusco, ex-Petrobrás e ex-Sete Brasil, essas instituições financeiras puxaram o freio de mão.

Mesmo barco 2

Os estaleiros, por sua vez, não buscam seus direitos porque, se o fizerem, a SB já avisou que também entrará na Justiça contra os construtores de sondas – por terem corrompido Barusco, assim encarecendo contratos.

Os bancos para os quais a Sete deve tampouco querem chegar aos tribunais. Alguns são sócios das empresas fabricantes e/ou têm crédito a receber dos estaleiros.