Nelson Jobim explica em jantar razão para protagonismo de juízes

Nelson Jobim explica em jantar razão para protagonismo de juízes

Sonia Racy

27 Outubro 2017 | 00h45

JORGE FORBES E NELSON  JOBIM

JORGE FORBES E NELSON JOBIM. FOTO: DENISE ANDRADE/DIVULGAÇÃO

Para plateia atenta, Nelson Jobim explicou, anteontem – em jantar de lançamento da segunda temporada do programa TerraDois, comandado por Jorge Forbes e Bete Coelho – uma razão do atual protagonismo de juízes: seria resultado de leis criadas no Congresso, propositalmente ambíguas.

Jobim descreve
acerto com Plínio 

Ilustrou sua afirmação com exemplo que fez os presentes… rirem. A Constituição, hoje, prevê que trabalhadores tenham “repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos”. Por que? Porque Plínio de Arruda Sampaio, constituinte, não admitia abrir mão da palavra “domingo”.

E Jobim, também constituinte, não aceitou fixar o dia.

Ex-ministro comenta
clima de ódio no País

Sobre o atual clima no País, o ex-ministro de FHC e Lula comentou: “Introduziu-se nos ingredientes políticos algo que eu não conhecia, que é o ódio.” O ódio extremo, disse, suplantou a regra anterior, em que “até a raiva era combinada”.

Leia mais notas da coluna:

Hélio José tenta incluir indiciamento de Meirelles e Padilha em CPI

Novembro é prazo final para que partes apresentem valor do Parque Augusta