Não é a economia, estúpido.

Sonia Racy

01 Fevereiro 2018 | 00h42

Mesmo assim, tudo indica que o divisor de águas da eleição deste ano será, em primeiro plano, a capacidade de convencimento do candidato. Porque a economia, cá entre nós, está saindo do buraco com pouca ajuda da política.