Montenegro sonda o Brasil de 2018

Sonia Racy

24 Janeiro 2016 | 01h15

Carlos Augusto Montenegro navega em linha com o ditado “sempre que choveu… parou”. Do alto de quem conhece profundamente pesquisas e tendências, o dono do Ibope Inteligência – o controle do Ibope Media foi vendido para a WPP – aposta que o Brasil é maior que a crise.

Ele acredita, também, que Dilma ficará até o fim do mandato – caso não se encontre algo que realmente a incrimine – e pondera que as eleições de 2018 terão espaço para alguém que inspire forte confiança e tranquilidade.

“Até lá”, acrescenta, “Dilma tende a se isolar ainda mais enquanto o PT aprofunda o seu processo definhando.”