Ministérios tentam driblar limites orçamentários

Sonia Racy

02 Fevereiro 2017 | 00h45

Pelos menos dois ministérios estão adotando práticas radicais para driblar os limites orçamentários definidos pelo Planejamento: não estão repassando a estatais vinculadas os orçamentos devidos.

Há ministério que já empenhou até orçamento alheio. Algumas empresas correm o risco de não conseguir pagar contas como luz e aluguel.

Estaiadinha restaurada
a custo zero

A Innova livrará a ponte Orestes Quércia – a Estaiadinha – de pichações e vai restaurar sua iluminação até o dia 28. Resultado de parceria entre a empresa e João Doria.


Agenda nacional aproxima… 

Alckmin intensifica sua “agenda nacional”. Participa hoje de fórum de governadores do Centro-Oeste, ao lado de Marconi Perillo. E amanhã lança, com Beto Richa, na bacia do rio Paranapanema, o projeto turístico Angra Doce. Referência direta ao complexo Angra, no Rio.

…Alckmin de Richa e Perillo

Detalhe: tanto Richa como Perillo já se disseram a favor de prévias para o PSDB decidir seu presidenciável para 2018.

Moro volta e amanhã…

Moro voltou do recesso em ritmo… de Moro. Tomou ontem o depoimento de Ricardo Pessoa e marcou para amanhã novo depoimento da ex-secretária da Odebrecht Maria Lúcia Tavares.

Trata-se da peça-chave que em março do ano passado entregou todo o esquema de propinas da empresa, permitindo à PF e ao MPF entender como ele funcionava.

…ouve ex-secretária de Odebrecht

Maria Lúcia tocava, na prática, o “Setor de Operações Estruturadas” do grupo.

USP quer tirar
Sintusp do câmpus

A USP decidiu retomar do Sintusp, sindicato que reúne seus servidores, uma área do câmpus que ele tem como sede há 50 anos.

O sindicato não gostou, o caso foi à Justiça e o juiz rejeitou uma proposta alternativa da reitoria.

Resultado: a USP tem até dia 22 para dar outra solução.

Nos Jardins, nenhum furto
de carros em janeiro

Marca histórica, nos Jardins, foi revelada pela Polícia Militar e comemorada pela ONG Ame Jardins: em janeiro não se registrou um único caso de roubo de carros na região. Em dezembro, a média mensal já havia caído de 13 roubos para 4.

Feliz com o resultado, o presidente da ONG, Fernando José da Costa,  elogia o trabalho de parceria da entidade com as autoridades de segurança, que já dura oito anos. “É a troca de informações que permite a adoção de estratégia de monitoramento, para evitar ocorrências criminais”.