Membros do conselho do Jockey se espantam com Steinbruch no PP

Membros do conselho do Jockey se espantam com Steinbruch no PP

Sonia Racy

11 Maio 2018 | 01h00

BENJAMIN STEINBRUCH

BENJAMIN STEINBRUCH. FOTO: EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO

Alguns integrantes do conselho de administração do Jockey Club paulista se espantaram ontem ao saber que Benjamin Steinbruch entrou para o PP e pode ser vice de Ciro Gomes.

Avaliam que o empresário é centralizador, pouco escuta. Isso teria, inclusive, motivado a saída de conselheiros do clube, do qual ele é presidente do conselho. São eles: Selim Nigri, Flavio Billiboni e Samir Abdenur.

Esse conselho existe há um ano e foi criado pelo presidente da CSN no Jockey com apoio de turfistas.

Dúvida cruel

Quem conversou o empresário ontem sobre o assunto ouviu que o motivo da debandada se deu por desavenças individuais com a diretoria.

A curiosidade, entretanto, só cresce no meio empresarial: se Ciro é conhecido por não ter pavio e Steinbruch, por sequer saber o que é pavio, como caminhará a aliança?

É fato que Gomes trabalhou para a Transnordestina, de Steinbruch, por quase dois anos. Portanto, se conhecem bem e a ideia pode avançar.

Dúvida cruel 2

O que fará Steinbruch com suas funções executivas no Grupo CSN? Fonte credenciada afirma que Steinbruch tem comparecido, ultimamente, com uma de suas filhas a diversas reuniões de negócios.

Leia mais notas da coluna: 

Covas decide que viveiro não fará mais parte da concessão do Ibirapuera

‘Decisão dos EUA, sem um plano B, não faz o menor sentido’, diz embaixador