Por que o Itaú ganhou a corrida pelo varejo do Citi

Sonia Racy

11 Outubro 2016 | 00h35

Muitos no mercado financeiro se perguntavam ontem a razão do interesse do Itaú Unibanco pela área de varejo do Citi no Brasil, cuja compra foi finalizada na sexta-feira, por pouco mais de R$ 700 milhões. Valor acima do que o Santander, que teria mais sinergia com a operação, se dispôs a pagar.

A justificativa de Roberto Setubal, segundo um interlocutor, é simples: a tecnologia Itaú possibilita real redução do custo da operação Citi.