Mais do mesmo

Sonia Racy

25 Outubro 2016 | 00h25

Rodrigo Maia, da Câmara, não fez exatamente sucesso, ontem, entre os empresários do Lide. Classificaram seu discurso durante o almoço no Hyatt como “óbvio”, com o deputado dizendo exatamente o que a iniciativa privada quer ouvir. E mais: deixou de fora de sua fala – depois explicou, por lapso – a questão da reforma política.

“Mas é o que temos, né?”, avisa, resignado, um grande empresário presente.