Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura » Luz no fim da dívida

Cultura

Sonia Racy

12 Fevereiro 2016 | 00h48

Está chegando ao fim a novela da mudança dos índices de correção da dívidas de Estados e municípios. Ontem, por meio de decreto, o Planalto desistiu de obrigá-los a abrir mão de ações judiciais, referentes ao processo, contra a União.

Quem ganha mais com isso é a cidade de São Paulo.

Luz no fim 2

No ver do secretário de Finanças de Haddad, Rogério Ceron, o decreto tornará possível chegar a um acordo definitivo entre as partes – a ser assinado nos próximos dias.

“De imediato, o saldo devedor cai R$ 40 bilhões”, contabiliza Ceron. Por ano, a Prefeitura deve economizar R$ 1 bilhão no pagamento da dívida e retornam as possibilidades de investimento em obras municipais no PAC – algo como R$ 3 bilhões.