Janaína Paschoal agora usará site da Casa Branca para falar a Trump

Sonia Racy

03 Agosto 2017 | 00h40

Depois de pedir a Donald Trump, pelo Twitter, que os EUA parem de comprar petróleo da Venezuela, Janaína Paschoal – co-autora da peça de impeachment de Dilma – pensa em novo contato, mais formal. “Vou repetir as mensagens… pelo site oficial da Casa Branca”, contou ontem à coluna.

Motivo? Ela diz que, do primeiro contato, recebeu diversos tuítes de respostas — mas eram de perfis falsos do presidente americano.

Alô, Trump 

A advogada está consultando também Maristela Basso, sua colega da Usp, para saber se é possível entrar como amica curiae (auxiliar no processo) nas denúncias feitas por senadores da Colômbia e do Chile contra Nicolas Maduro, no Tribunal Penal Internacional.

Por que lá fora? “Perdi as esperanças de que alguém, no Brasil, faça alguma coisa”, afirmou.