Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Jabuti em árvore

Cultura

Sonia Racy

08 Março 2016 | 01h04

A inclusão de dispositivo permitindo a investidores externos ter o controle de até 100% das empresas nacionais de aviação civil – mediante acordos de reciprocidade bilaterais – surpreendeu boa parte do setor de aviação. E gerou perguntas.

Ele atenderia à Lan, que assim poderá comprar a parte da TAM na Latam? Afinal, já existe acordo de reciprocidade entre Brasil e Chile. Entretanto, segundo se apurou, a tese não prospera por falta de interesse das partes.

Jabuti 2

Ele agradaria à Gol, que poderia ser vendida para a Delta? Também não, pois os EUA não têm acordo de reciprocidade com nenhum país. Dificilmente o Brasil seria o primeiro.

Azul? Os chineses já abocanharam parte da empresa e devem chegar até a 40%. Ponto.

Já a Avianca, visto que ninguém sabe direito se ela é brasileira, colombiana ou peruana, também está descartada.

Como jabuti não sobe sozinho em qualquer lugar…