Itamaraty cria cartilhas e cursos internos sobre assédio moral

Sonia Racy

05 Agosto 2017 | 00h42

O Itamaraty decidiu criar cartilhas e cursos internos sobre… assédio moral. A medida foi tomada após rebuliço interno – surgido quando um embaixador usou a palavra “escravo” para pedir, por e-mail, uma tarefa a um subordinado.

O caso foi parar no Ministério Público do Trabalho. Resultado: o assédio será tema da grade do Instituto Rio Branco e de cursos de remoção. E o funcionário que falou em “escravo” será instruído a manter o respeito nas relações de trabalho.