Ideia fixa

Sonia Racy

14 Março 2015 | 01h01

Paulo Nobre anda obcecado. Quer porque quer chegar ao fim do ano com a receita do programa sócio-torcedor do Palmeiras, o Avanti, superior à obtida pelo patrocínio master.

Algo como R$ 25 milhões.