Alckmin ganha força para 2018, mas falta Aécio… concordar

Sonia Racy

04 Outubro 2016 | 00h10

Que Alckmin foi o grande vitorioso da eleição e que seu nome se fortaleceu para disputar a Presidência não há dúvidas. Mas, segundo um interlocutor do governador, ainda resta uma pessoa admitir que há um “movimento nacional” por Alckmin: Aécio.

O tucano mineiro, que antes previa ser o único pré-candidato do PSDB para 2018, passou ontem a admitir a disputa de prévias