Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » ‘Enquanto tiver voz eu vou cantar’

Cultura

‘Enquanto tiver voz eu vou cantar’

Sonia Racy

04 Março 2016 | 01h40

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

É nos palcos que Bibi Ferreira se sente viva. Aos 94 anos, a atriz comemora 75 de carreira, que serão celebrados com uma única apresentação, hoje, de seu show 4XBIBI, onde interpreta canções de Piaf, Sinatra, Amália Rodrigues e Carlos Gardel, no Tom Brasil. A coluna conversou com a artista sobre seus planos, que são muitos.

Pode contar, aos 94 anos, onde vai buscar sempre tanta energia?
É no palco que me sinto viva. Acredite, existem duas Bibis. Uma em cena, e outra fora. Ter que parar para fazer maquiagem acho um pouco chato, mas sei que é necessário. Já não tenho mais muita paciência de ficar indo de turnê em turnê, mas minha vida inteira foi isso. Mas estar nos lugares é muito bom.

Gosta de fazer shows fora do País?
Adoro! Fui duas vezes a Nova York em 2013 e volto em setembro para cantar Sinatra. Esses desafios são saudáveis, mas me deixam nervosa. Fico preocupada com a responsabilidade, mas me divirto. Sempre tenho um desafio em mente.

Está comemorando 75 anos de carreira com uma terceira fotobiografia. Participou do processo de montagem?
Todos os comentários da fotobiografia são meus. Quando recebi uma primeira impressão, meu empresário pediu que eu fizesse os comentários que achasse pertinente, que riscasse o que não tivesse certeza de gostar, e fiz mesmo. Acabou que meus comentários foram incluídos na fotobiografia.

Como é sua relação com as redes sociais?
Sei que tenho Facebook porque em todos as minhas apresentações, no final do show, meu empresário conversa com a plateia sobre as mensagens que recebe e sei que quando apareço em programas de TV, há muito retorno nessas redes todas.

Sente falta do mundo menos conectado?
A tecnologia pode existir, mas você não é obrigado a vivê-la. Não tenho celular. Não gosto de falar ao telefone, gasta a voz. Cada um faz seu tempo, sua velocidade. Há espaço para todos.

Tem plano para cantar por mais quantos anos?
Enquanto estiver com voz vou cantar. Estou num momento muito especial. Penso que estou cantando melhor do que os últimos dez anos. Estou soltando a voz! / SOFIA PATSCH