1. Usuário
Direto da Fonte
Assine o Estadão
assine
Direto da Fonte

Direto da Fonte

Sonia Racy

Encruzilhada

Por Sonia Racy

03/03/2016, 01h20

   

Intensificam-se rumores sobre mais delações premiadas. É que, a partir da nova interpretação do STF, condenados na Lava Jato que tiverem suas sentenças confirmadas em segunda instância vão começar a cumprir a pena imposta pelo juiz Sergio Moro. 

Consta que Dario Galvão, do Grupo Galvão, já começou a sua.

Encruzilhada 2

Dos três executivos da Camargo Corrêa presos pela Operação Lava Jato, dois fizeram delação e o fato foi alardeado.

João Auler, que não quis trilhar esse caminho, acabou cedendo silenciosamente. Fez sua delação como parte do acordo de leniência assinado pela construtora. E foi ela que permitiu aos investigadores o desvendamento das falcatruas da Ferrovia Norte-Sul.

Com as delações mais a multa paga, a CC praticamente zerou suas pendências.

Encruzilhada 3

Na Odebrecht, pelo que se conseguiu apurar, está certa a delação premiada do diretor-presidente da empreiteira Benedito Barbosa da Silva Júnior, preso mês passado.

Problema de saúde na família deu o empurrão final.

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.