Empresários ouvem propostas de Partido Novo e Vem Pra Rua

Sonia Racy

18 Agosto 2017 | 00h45

Lilian e o empresário Meyer Nigri foram anfitriões de jantar anteontem para interessados em ouvir novas propostas políticas. Falaram Ricardo Taboaço, do Partido Novo, e Rogério Chequer, do apartidário Vem Para Rua.

Taboaço contou ali que o PN é contra qualquer aporte de recursos públicos, inclusive o valor a que o partido tem direito – dinheiro do Fundo Partidário. Eles se sustentam hoje com doações de 13,2 mil pessoas físicas – que repassam R$ 30 por mês. “Dá para fazer política honesta no Brasil”, assegurou, conclamando todos a participarem do processo.

VPR vai montar lista
‘Tchau queridos” para deputados

Já Chequer revelou serem dois os objetivos do VPR hoje: combater a corrupção e brigar pela renovação política.

Seu intuito é profissionalizar o movimento, recorrendo até à contratação de voluntários. Olhando 2018, adiantou que pretende montar uma lista pluripartidária batizada sugestivamente de “Tchau, Queridos”.

Composta de parlamentares que o VPR não quer ver reeleitos.

A vez de uma
nova geração

Os presentes – média de idade baixa – mostram alto nível de interesse em participar do que pode ser o novo Brasil.

Essa nova geração gestada pela iniciativa privada está amadurecendo sua consciência, sabendo que a anterior, reprimida pela ditadura, teve pouco protagonismo. Ou pior, pendurou-se no Estado.