Em campo

Sonia Racy

24 Setembro 2014 | 01h08

Na lista com Pedro Simon, Pedro Taques, Jarbas Vasconcelos e Cristovam Buarque, Randolfe Rodrigues, do Psol, confirmou ontem à coluna a movimentação dos parlamentares para subscrever manifesto pró-Marina – “mas só a partir do segundo turno”, diz o senador.

O núcleo – que acredita ter ficado equidistante do PSDB e do PT – aposta no discurso da ex-senadora sobre a nova política. “Já passamos pela redemocratização, pela estabilização da moeda, pela pequena ascensão social. Temos de enfrentar a ‘republicanização’ das instituições políticas.”