Direto da fonte

Sonia Racy

12 Janeiro 2016 | 01h15

Abílio Diniz confirma que esteve em dezembro com Nicolas Sarkozy mas que este não lhe pediu para fazer as pazes (como se fala a boca pequena no meio empresarial) com Jean-Charles Naouri, do Casino. “Eu não tenho que fazer pazes com quem não existe mais. Este episódio, na minha vida, é página virada”, explica o presidente do Conselho da BRF.

E mais: “Saí vitorioso do Grupo Pão de Açúcar. Completamente livre. Vendi minhas ações no mercado a R$108,00. Hoje valem R$ 39,00. Estou muito feliz na BRF e no Carrefour Brasil e Global.”