Debandada de senadores não estava nos planos dos tucanos

Sonia Racy

17 Outubro 2017 | 00h50

AÉCIO NEVES. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Não estava na conta de lideranças tucanas, até o fim de semana, a “debandada” de senadores de Brasília, ante o iminente risco de ser aberta a votação sobre afastamento de Aécio Neves.

O cálculo, ontem à tarde, era de pelo menos sete faltas na sessão de votação do assunto na Casa – que se somam a 34 votos contrários ao tucano. O que deixa, no máximo, outros 40 votos para Aécio conquistar. Ele precisa de 41.

Leia mais notas da coluna:

Christian de Castro aguarda OK do Senado para assumir Ancine

Gilmar organiza no TSE formas de uso do fundo eleitoral