Crimes atribuídos a Battisti pela Justiça italiana estão prescritos

Crimes atribuídos a Battisti pela Justiça italiana estão prescritos

Sonia Racy

05 Outubro 2017 | 00h40

CESARE BATTISTI

CESARE BATTISTI. FOTO: AFP PHOTO/CHRISTOPHE SIMON

Nos cálculos de quem acompanha o “caso” Césare Battisti, apesar do episódio de ontem na fronteira com a Bolívia são escassas as chances de que ele seja extraditado para a Itália.

Um dos argumentos é que os crimes a ele atribuídos pela Justiça italiana estão prescritos. Outra hipótese, a de que a decisão de Lula em 2010 pudesse ser anulada, perdeu a validade em 2015.

Leia mais notas da coluna:

Luisa Mell: ‘Não devolvo esses cães, nem presa’

Tribunal de Contas do Município suspende concessão de cemitérios