Alckmin vai brigar por campanhas sem cenas externas

Sonia Racy

15 Agosto 2017 | 01h00

Alckmin está empenhado pessoalmente em conseguir incluir na reforma política uma sugestão que certamente vai baratear as campanhas: acabar com cenas externas e limitar os spots publicitários a microfones e estúdios.

“Além de ficar mais em conta, as campanhas serão muito mais verdadeiras”, ponderou ontem à coluna o governador do Estado, acreditando que há chance real de a medida ser incluída na atual rediscussão da lei.

Única vantagem do distritão é 
abrir caminho ao distrital misto

Contrário a o distritão, o presidenciável tucano pondera, como boa parte dos políticos mais racionais, que o único argumento a favor da ideia é que o distritão representa um primeiro passo rumo ao voto distrital misto.

Mas ele admite que o projeto torna os partidos, já frágeis, ainda mais frágeis – o que não é bom. “Além disso, encarece muito a campanha. Imagina dar start a 70 candidatos correndo na mesma raia, quanto vai custar”, pondera.