Promessa do Brasil sobre presos, na ONU, não anima as ONGs

Sonia Racy

06 Maio 2017 | 00h45

Não foi levada muito a sério, entre movimentos sociais, ontem, a promessa de Luislinda Valois, em Genebra, de que o Brasil vai reduzir em 10% o total de presos – hoje em torno dos 630 mil – até 2019. Uma ONG do setor, a Conectas, considerou a proposta “demagógica” e fez as suas contas.

“O Brasil prende cerca de 40 mil pessoas por ano. Ou seja, quando a ‘meta’ anunciada for cumprida, o País já terá prendido outras 120 mil”, avisou nas redes Camila Asano, integrante da ONG, sobre a fala da ministra de Direitos Humanos na Suíça.

‘Disputa interna’
na casa de Dirceu

José Dirceu está sendo vítima de disputa… em família. Ao receber Gilberto Carvalho ontem, ele ouviu a filha mais nova, Maria Antonia, de 6 anos, reclamar com a visita: “Já pode ir embora, quero meu pai só pra mim”.

Programação de mais
pixulecos em Brasília

Depois de inflar o boneco de Dirceu em frente à casa dele em Brasília, anteontem, o movimento Nas Ruas promete colocar um boneco de… Gilmar Mendes diante do STF na próxima terça.

Prevendo possíveis reações, o grupo entrará com mandado de segurança para o ato.

Para Temer, movimentos
de Renan não atrapalham

Michel Temer disse a assessores que não entra na briga da bancada do PMDB com Renan Calheiros. Por ele, dizem interlocutores à coluna, o senador pode continuar líder, “porque não tira votos suficientes para atrapalhar” a aprovação das reformas.

Cidade Verde, nova parceria
de Dória com empresários

João Dória e o secretário Gilberto Natalini participam hoje do plantio de 150 mudas no Parque do Carmo. Parte do Cidade Verde, projeto em parceria com empresas para plantar 600 mil mudas nos próximos quatro anos.

Tem Masp nos passeios de
Cézanne pelos museus do mundo 

Duas obras de Paul Cézanne do acervo do MASP – Paul Alexis lê um manuscrito a Zola (1869-70) e Madame Cézanne em Vermelho (c.1890) – recém-restauradas, viajam para a exposição Cézanne Portraits, a ser montada pelo Musée d’Orsay, de Paris, de junho a setembro próximos.

A mostra segue para a National Portrait Gallery, de Londres, e depois para a National Gallery of Art, de Washington. Essa é a primeira exposição dedicada aos retratos do pintor francês.