Decisão do STF contra Palocci ‘teve cabimento’, diz jurista

Sonia Racy

13 Abril 2018 | 01h00

ANTONIO PALOCCI

ANTONIO PALOCCI. FOTO: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO

O exaustivo debate sobre HC para Antonio Palocci, que se arrastou por duas longas  sessões do STF, teve um resultado específico, determinado pelo comportamento do ex-ministro.

Foi assim que o jurista Miguel Reale Jr. avaliou os 7 a 4 de ontem, pela manutenção de sua prisão. “A medida tinha todo cabimento no caso”, pondera.

Havia evidências, segundo a Justiça — lembra o jurista –de que o ex-ministro da Fazenda estava manipulando e ocultando provas.

E mais: a Justiça já havia deixado claro, em meses passados, que não tinha interesse em sua delação.

Leia mais nota na coluna:

STF julgar 9.000 habeas corpus em um ano é ’embaraçoso’, diz Barroso

David Uip sai da Secretaria de Saúde e entra Marco Antonio Zago