Com escolhidos já na função, CNJ deve anular concurso na Bahia

Sonia Racy

01 Agosto 2017 | 12h19

O CNJ deve anular, ainda hoje, o único concurso para cartório realizado pelo Tribunal de Justiça da Bahia. Motivo: o próprio tribunal alterou, na reta final da seleção, uma norma que definia a equação para se obter a nota final.

Detalhe crucial: os candidatos selecionados já estão em atividade nos cartórios… desde janeiro.

A ação está em pauta para a sessão presencial desta tarde. Quando o caso ainda estava na sessão virtual, já havia onze votos para anular o concurso… e só dois contra.