Ísis Valverde, cigana e rainha do Copa

Ísis Valverde, cigana e rainha do Copa

Sonia Racy

10 Fevereiro 2018 | 00h30

ÍSIS VALVERDE. FOTO GERARD GIAUMÉ

Ísis Valverde foi escolhida a rainha do tradicional Baile do Copa, que acontece hoje, no Rio. Com o tema ‘Gipsy Folie’, o evento é um dos starts oficiais do carnaval carioca. Abaixo, trechos da conversa com a atriz.

Qual foi a sua inspiração para encarnar uma cigana?
Adorei esse tema, é tão forte. Quando criança, em Aiuruoca, já me fantasiei de cigana nos carnavais de lá, acredita? Muita coincidência. A inspiração para a fantasia é uma criação da Rosa Chá, desenvolvida pelo ateliê Jean- Paul Gaultier, em Paris.

Você é foliã? Gosta de bailes, avenida e blocos também?
Eu amo carnaval! Tem como não gostar? Brasileiro vive estes dias de folia de forma intensa. Nós fazemos festa como ninguém. Sempre gostei de me fantasiar, desde quando era pequena.

Atrizes de todo o mundo têm se mobilizado contra o assédio sexual. No carnaval esse tema fica ainda mais evidente. O que acha desses movimentos?
Denunciar, sempre! Não podemos nos calar jamais. A sociedade está acordando para um tema que é muito urgente e necessário. Assédio é crime.

Você se considera feminista?
A visão que alguns têm de que o feminismo é para as mulheres odiarem os homens é muito conturbada. A luta feminista busca igualdade entre os gêneros, algo que beneficia a ambos. Temos distorções que precisam ser modificadas, mais do que nunca.
/ MARILIA NEUSTEIN .