TV e conselho de boxe pagam indenização a lutador

Sonia Racy

31 Março 2018 | 00h52

Punição inédita no esporte brasileiro. Um canal de TV e o Conselho Nacional de Boxe terão de pagar R$ 30 mil por danos morais a um lutador… que não estava no ringue.

É que o escalado para o combate machucou-se e foi substituído — mas os narradores acharam que o lutador ainda era o “original”.

E fizeram críticas ao substituto, que lutou mal, perdeu e foi seguidamente ironizado… mas com o nome do ausente.