Brasil ‘brilha’ em pesquisa da Ipsos sobre divisão social e intolerância

Sonia Racy

02 Maio 2018 | 12h27

A forte polarização política, que leva pessoas a brigarem no WhatsApp e  a cancelarem contatos no Facebook não é um fenômeno só brasileiro. Pesquisa do instituto Ipsos, feita com 20 mil pessoas em 27 países aponta que 76% da população do planeta acredita que seus países estão divididos. O Brasil aparece em sétimo na lista dos que veem seu país nessa condição, com 84% — ao lado de EUA, Espanha e Polônia. E aparece negativamente, como antepenúltimo na lista, entre os que acham o país tolerante para com as diferenças culturais e de pontos de vista.

A Sérvia lidera o ranking sobre percepção da divisão entre pessoas, com 93% de consultados, seguida pela Argentina (92%).

Em outra questão, pouco menos da metade (46%) do total de entrevistados acha que as pessoas em seus países são tolerantes com diferenças culturais ou de pontos de vista. E nesse quesito o Brasil se destacou negativamente: apenas 29% informaram que consideram o país tolerante, ficando em antepenúltimo lugar entre os 27 países pesquisados. No topo, os mais tolerantes são os canadenses (74%), seguidos de chineses e malasianos com 65%.