Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura » Be-a-bá

Cultura

Sonia Racy

14 Janeiro 2016 | 01h30

Acabou a polêmica das babás de branco em clubes do Estado. Eles não cometem nenhuma ilegalidade ao exigir que babás usem uniforme nas suas dependências. Este foi o entendimento unânime do Conselho Superior do MPE, concordando com o relator Pedro de Jesus Juliotti. Que recomendou trancar e arquivar o caso.

Defendida, entre outros, pelo advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira, a decisão atende a petição dos clubes Harmonia, Pinheiros, Paulistano, Sírio, Paineiras e São Paulo Athletic. Como entidades privadas, diz o relator, eles podem estabelecer condições para admitir a entrada de pessoas não associadas.