Barroso e Dias Toffoli estiveram na Casa de Dom Inácio no feriado

Sonia Racy

06 Abril 2018 | 00h56

LUIZ ROBERTO BARROSO

LUIZ ROBERTO BARROSO. FOTO: ULISSES DUMAS

Não se sabe quanto de energia trouxeram de Abadiânia os ministros Luís Barroso e Dias Toffoli. Ou se a “gastaram” nas 11 horas de sessão da quarta-feira no STF.

O que se sabe é que, na Sexta-feira Santa, os dois foram vistos na cidade – na Casa Dom Inácio, sentados nos bancos reservados para a formação de “corrente de energia”, recurso auxiliar do médium João de Deus.

Barroso, veterano, segurou firme nas quatro horas de concentração. Já Toffoli, novato na casa, resistiu a pouco mais de 10 minutos do silêncio obrigatório.

Leia mais notas da coluna:

Para leigos, debate ontem no STF foi desanimador

Projeto de Cunha Lima torna automática a prisão em 2ª instância