Barrado no baile

Sonia Racy

09 Setembro 2014 | 08h16

No mesmo evento, Paula Lavigne – que montou ali a Casa da Paula, com diversas salas – se desentendeu feio com o representante de uma das patrocinadoras da festa.

Com direito a bate-boca e empurrão, a briga resultou no veto à presença do executivo no espaço pilotado pela empresária – que não cedeu nem com apelo de Allard.

Barrado 2
Pouco depois da meia-noite, os portões do Hospital Matarazzo foram fechados pela organização – deixando dezenas de convidados do lado de fora.

Aglomerar pessoas parece ser um hábito de Alexandre Allard, que dá sempre um jeito, em seus eventos pelo mundo, de convidar mais gente do que o local comporta. Ao final, quase todos acabaram entrando.