Às vésperas de deixar o MCT, Kassab cobra repasses à pasta

Sonia Racy

22 Março 2018 | 00h55

GILBERTO KASSAB

GILBERTO KASSAB. FOTO: J.F. DIORIO/ESTADAO

Às vésperas de deixar o MCT, Kassab enviou ofício à Casa Civil e ao Planejamento. Recado: se não houver repasses para a pasta, obras vão parar. A maior ameaça recai sobre as Gesac – estações bases para implantação do sistema de operação do satélite nacional que ajudará a criar serviços na saúde e na educação.

Segundo Kassab, a gigante Viasat, sócia da Telebrás, avisou que, se o governo não entrar com o investimento previsto, ela tampouco o fará.

Leia mais notas da coluna:

DEM terá que correr atrás de nova estratégia para Pacheco

José Padilha comenta assassinato de Marielle