1. Usuário
Direto da Fonte
Assine o Estadão
assine
Direto da Fonte

Direto da Fonte

Sonia Racy

Após TJ-SP pedir explicação a Haddad, vereador quer CPI para apurar custo de ciclovias

Por Sonia Racy

25/02/2016, 12h00

   
Hévio Romero/Estadão

Hélvio Romero/Estadão

Gilberto Natalini está empenhado em colocar Fernando Haddad para se explicar também na Câmara de São Paulo. O vereador prepara pedido para abertura de CPI. Quer que se investigue o custo das ciclovias feitas pela gestão petista.

Natalini foi um dos primeiros parlamentares a questionar as obras do prefeito. Ele entrou com representação do Ministério Público no ano passado, pedindo explicações sobre os gastos e o planejamentos das vias para ciclistas.

Agora, terá que recolher assinaturas com os colegas para dar entrada ao pedido de comissão na Câmara.

Esta semana, a Justiça determinou que o prefeito se manifeste sobre ação que investiga irregularidade na ciclovia que passa pela Faria Lima. O Ministério Público ajuizou ação civil pública por suposto ato de improbidade administrativa nas obras de instalação de 12,4 quilômetros de ciclovias ao custo global de R$ 54,78 milhões.

“Fico feliz que a Promotoria Pública entendeu que precisa entrar com esse questionamento”, afirmou Natalini.

Procurada, a Prefeitura informou que a decisão da Justiça “faz parte da prática usual do direito de oferecer o contraditório”. “É uma oportunidade de a Prefeitura demonstrar a legalidade dos contratos e dos procedimentos adotados”, diz a nota.

Ressaltou ainda “que todos os outros pleitos do MP contra as ciclovias foram rechaçados pelo Judiciário. Todos os processos dessa ciclovia estão em análise pelo Tribunal de Contas do Município”.

Atualizada às 14h17 do dia 25 de fevereiro de 2016.

 

 

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.