Advogados querem que OAB tome lado em briga com Moro

Sonia Racy

03 Maio 2018 | 00h50

Advogados próximos de Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, vão pedir aos conselheiros da OAB que “tomem lado” na briga dele e de Diogo Malan contra Sergio Moro. Em nota, no feriado, 400 profissionais criticaram o juiz por “colocar em dúvida a ética profissional” dos dois no caso da extradição de Raul Schmidt de Lisboa.

Moro determinou a extradição na sexta, mesmo depois de o TRF-1, de Brasília, suspendê-la. E disse cogitar “a possibilidade de que a defesa tenha ocultado fatos relevantes ao relator” do TRF-1.

Leia mais notas da coluna:

+ Mercosul vai discutir aliança com a Coreia do Sul

Brasil ‘brilha’ em pesquisa da Ipsos sobre divisão social e intolerância