Advogado de lobista critica juiz da Lava jato de Brasília

Advogado de lobista critica juiz da Lava jato de Brasília

Sonia Racy

28 Outubro 2017 | 01h00

ROBERTO PODVAL

ROBERTO PODVAL. FOTO: REPRODUÇÃO

Em contundente defesa de seu cliente – o lobista Mauro Marcondes Machado –, Roberto Podval enviou ontem ao juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara, em Brasília, uma queixa-protesto pelo não cumprimento, já passados 80 dias, da determinação do TRF-1 para que fosse liberado o patrimônio do acusado.

O juiz, segundo Podval, havia recebido “mero despacho de expediente” com a ordem de liberação – que incluí valores seus, de sua mulher e de sua empresa – mas simplesmente “procrastinou o seu cumprimento”.

Engavetamento 2

Em lugar de atender ao tribunal, Vallisney remeteu os autos ao MP, que entrou com recurso de apelação e pediu suspensão do despacho. “O que choca”, escreve Podval, “é que a firme intenção de desobediência (do MPF) tenha sido tão descaradamente abraçada por esse Juízo”.

Procurado ontem, o juiz não retornou os contatos.

Leia mais notas na coluna:

Hélio José tenta incluir indiciamento de Meirelles e Padilha em CPI

Cultura cria novo espaço de arte e homenageia Iatã Cannabrava