Ação de Lindbergh deverá ser mais fácil de punir

Sonia Racy

11 Agosto 2017 | 00h56

LINDBERGH FARIAS (PT-RJ) PROTESTA DURANTE SESSÃO

LINDBERGH FARIAS (PT-RJ). FOTO: MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO

O fricote de Lindbergh Farias deverá ser mais fácil de punir no Conselho de Ética do Senado que o caso das seis senadoras que ocuparam a mesa da Casa, segundo avalia fonte credenciada.

O senador agiu para proteger as colegas, mas abriu espaço para que virasse foco de denúncia em episódio com menos apoio popular que o gesto das senadoras.