Uma ONG para fazer joias

Uma ONG para fazer joias

Sonia Racy

13 Novembro 2016 | 00h30

EXCLUSIVO DIRETO DA FONTE

Carol Ann Masagão, Lori de Queiroz e Marcela Malzone acabam de lançar a marca de acessórios Ceres, cujas joias são feitas com material exclusivo de porcelana japonesa e produzidas em parte por uma equipe de mulheres da ONG Projeto Arrastão – no bairro do Campo Limpo.

A ONG é uma iniciativa da família de Carol, por isso as sócias investiram em workshops para treinar mulheres interessadas em aprender o bordado exigido para confecção das peças. Marcela conta que, há cinco meses, tem dado aula na ONG para ensinar a técnica de origem indoamericana, popular nos Estados Unidos e na Europa, mas pouco conhecida no Brasil.

“É um projeto sério que capacita pessoas para diversos trabalhos”, diz. Para ela, esse tipo de iniciativa é uma tendência no mercado: “É uma troca para a empresa e para a comunidade. As empresas querem essa mão de obra que não é fixa, ajuda a comunidade e arruma mão de obra”, diz.