Vacas gordas para os bancos

Sonia Racy

29 Outubro 2016 | 00h30

Os bancos que fizeram operações – e vão continuar fazendo até segunda-feira – de regularização de recursos externos de brasileiros dividirão algo como R$ 1 bilhão de ganhos sobre as operações para clientes. A média da taxa cobrada, segundo apurou esta coluna junto às instituições financeiras, chega a 1,5% do valor do DARF pago à Receita. E como a RF estima que receberá RS$ 60 bilhões…

Entretanto, a vida nos bancos permanece perto do inferno até dia 31. Vão trabalhar hoje e amanhã, ficarão abertos até 22 horas na segunda e muitos acreditam que ainda assim ficará gente de fora. “Essa mania do brasileiro de deixar tudo para última hora”, reclama um banqueiro. Ao que outro tenta justificar: “A lei foi feita com viés financeiro, e não com viés penal, e isso amedrontou”.