Conselho Interamericano dos Direitos Humanos pede ajuda

Sonia Racy

28 Outubro 2016 | 00h10

Nem Mercosul, nem a crise da Venezuela. O que preocupa de fato o Conselho Interamericano dos Direitos Humanos, no momento, é a absoluta falta de recursos financeiros.

Embora tenha recebido esta semana boa ajuda dos EUA, a CIDH tem de definir seu orçamento para 2017 até o fim do mês – e sabe que os países do continente vivem momento de penúria geral. Num apelo dramático pelas redes, o conselho pede ajuda e termina com a frase: “A bola está com os Estados”.