Com operações da PF, seguradoras crescem

Sonia Racy

22 Outubro 2016 | 00h25

À sombra da Lava Jato, da Greenfield e de outras operações da PF, quem está em alta são as seguradoras que trabalham com o chamado Seguro Garantia Judicial.

Para que serve? Com ele, a empresa obtém garantia de honrar compromissos nos acordos feitos – ou por fazer – com o Ministério Público, sem penhora de bens nem fiança bancária. Em uma dessas seguradoras, a BR Insurance, o setor cresceu 45%, este ano, comparando com dados de 2015.