Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Citius

Cultura

Sonia Racy

11 Abril 2014 | 01h09

As declarações de Thomas Bach, do COI, e Sidney Levy, do COB, têm endereço. Segundo fonte ligada às obras no Rio, a maior preocupação dos comitês quanto aos Jogos de 2016 diz respeito à incapacidade do governo federal ‘em fazer chover’. O município e o estado vêm cumprindo seu papel; o problema é a falta de ações e verbas por parte da União.
A pouco mais de dois anos da festa de abertura, há muito por fazer no Parque Olímpico e na Vila Olímpica. Mas inquietante de verdade é a situação do Complexo de Deodoro.

Altius

Outra questão que vem estressando os executivos do COI é que o calendário do comitê prevê a entrega da infraestrutura dos Jogos no fim de 2015 – para que tudo possa ser devidamente testado.

Já o calendário do governo aponta para… julho de 2016.

Fortius

Para piorar um pouco mais a situação, os comitês olímpicos de Chicago e Tóquio (cidades preteridas na escolha da sede olímpica de 2016) já começam a pressionar o COI. Garantem estar prontos para receber os Jogos.