Loja de cupcakes em miniatura é inaugurada em Higienópolis

Estadão

03 Agosto 2011 | 17h43

Comer cupcake sem sujar a ponta do nariz com creme sempre foi o desejo da paulistana Priscila Aguiar. O desejo virou realidade. Ela criou a Pricake, uma loja de minicupcakes inaugurada na última semana em Higienópolis.  Fica no número 467, quase na esquina da Avenida Angélica, onde por anos funcionou a Floricultura Rosalba.

Wilian Aguiar/Divulgação

Mas, peraí: antes da inauguração da Pricake, já existiam minicupcakes no mercado.  Priscila afirma que os seus são diferentes. “Um cupcake normal pode ter até 13 centímetros de altura”, explica. “Os considerados mini têm 6. Os que nós fazemos medem 3,5. Quis inventar algo fácil de comer mesmo.  Não tem nem a forminha de papel, a pessoa pode comer numa mordida só”

Priscila fez um curso em Nova York sobre produtos naturais gourmet e procurou incluir ingredientes diferentes nas receitas de seus cupcakes. Ela não revela como fez a substituição, mas conta que os quitutes não têm leite nem ovo, por exemplo. São 36 sabores disponíveis, como cenoura com goiaba e baunilha, maçã com praliné de amêndoas e chocolate com maracujá. Cada bolinho custa R$ 2,20.

Feito em casa

A jornalista aposentada Vera Franco, que hoje dedica seu tempo aos cupcakes,  é mais um exemplo de que  as miniaturas  vieram mesmo para ficar. Há uma semana, ela  resolveu aproveitar uma sobra de massa para fazer minicupcakes. “É bem mais prático, não é enjoativo e não faz sujeira”, diz. No começo, teve dificuldades para acertar a receita, e os doces se desgrudavam da forminha. “Fui testando e agora já descobri que a culpa era do açúcar”.

(Com colaboração de Karina Trevizan)

Mais conteúdo sobre:

cupcakepricake