Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Corinthians e Vasco fazem decisão no Parque São Jorge

Cultura

Estadão

23 Novembro 2011 | 06h47

Corinthians e Vasco fazem um jogo decisivo no próximo sábado, às 15h, no Parque São Jorge. Não, este jornalista não enlouqueceu. As equipes de futebol americano Vasco Patriotas e Corinthians Steamrollers se enfrentam pela semifinal do Torneio Touchdown, o campeonato brasileiro da categoria.

O estádio corintiano Alfredo Schürig recebeu sua última partida de futebol profissional em 3 de agosto de 2002. Era um sábado de manhã e o Corinthians venceu um amistoso contra o Brasiliense-DF por 1 x 0, gol marcado por Fabinho, aos 44 minutos do segundo tempo. Atualmente a “Fazendinha” só recebe  jogos das categorias de base do Corinthians – e agora também de futebol americano. O local sediou, por exemplo, a final do Campeonato Paulista de Futebol Americano, entre Corinthians Steamrollers e São Paulo Spartans (foto abaixo).

Como não existem campos oficiais de futebol americano no Brasil, os estádios de futebol precisam passar por adaptações toda vez que acontece um jogo. Para as partidas dos  Steamrollers, Ricardo Trigo, presidente e jogador, e mais dois ou três amigos  pintam o gramado de acordo com as normas do esporte: feet marks (marcações de jarda em jarda nas laterais e no centro), linhas transversais a cada cinco jardas e duas linhas laterais. Depois de cada partida, é preciso remarcar a grama de acordo com o futebol comum.

Mesmo assim, as medidas oficiais passam por diversas adaptações. “Temos campos 14 metros menores do que os usados no futebol americano”, conta Trigo. Para garantir que cada lado do campo tenha 50 jardas, a medida oficial americana (91 centímetros) foi reduzida no Brasil para 82 centímetros. Outras medidas alteradas são as do gol. “Nos Estados Unidos, as traves têm o formato da letra ‘Y’, enquanto o nosso parece mais um ‘H’”, explica  Trigo. Por cima de cada trave brasileira, são colocados canos de PVC encapados, fazendo uma abertura na parte superior do antigo gol.

Simulação de como seria a Fazendinha totalmente adaptada para os jogos

Nossa versão das traves americanas é mais larga do que a estadunidense: 7,44 metros contra 5,75 metros. Por outro lado, a versão improvisada é mais baixa: 2,44 metros, enquanto as dos os campeonatos oficiais ficam a 3,75 metros do chão.

Além do Parque São Jorge, o Corinthians Steamrollers já mandou partidas em cidades como Mococa e Guarulhos. “Jogamos onde conseguimos apoio de estádios”, conta Trigo. “Isto é ótimo, já que divulgamos o esporte pelo interior de São Paulo. Queremos mostrar que o futebol americano não é violento, tem muita estratégia”. Em São Caetano do Sul, o Corinthians mandou uma partida no Estádio Anacleto Campanella. A foto abaixo mostra o campo depois da modificação temporária para o futebol americano.

 

 (Com colaboração de Míriam Castro)

Encontrou algum erro? Entre em contato